A Alma é Eterna, "Sat-Cid-Ananda"

No Srimad Bhagavad Gita está escrito que "avinasi tu tad viddhi', ou seja, "A alma é indestrutível (eterna)", então, ninguém realmente morre. A morte como normalmente pensamos não existe. Na realidade o que acontece é que ficamos em situação nada confortável, ou seja, perdemos entes queridos e sentimos a sensação de perda da companhia destas pessoas. O que sentimos na verdade é pena de nós mesmos, então choramos não por eles mas na verdade por nós mesmos. Se pensarmos desta forma, então provavelmente não vamos mais chorar e então estaremos em melhores condições de tomar uma atitude de prosseguir, tentando simplesmente absorver e digerir o acontecido, entendendo que aquela pessoa ou ser, simplesmente "saiu de cena" porquê já era um momento pré-determinado. A surpresa acontece porque nunca sabemos quando vai acontecer, nem conosco nem com as outras pessoas. Não temos o controle sobre isso e não existe outra melhor forma de encarar o fato. A saudade é uma conseqüência, tal qual quando uma pessoas muito querida precisa viajar por motivos profissionais ou por escolha própria e não podemos impedir. Ficarmos nos lamentando por muitos dias, meses ou anos é completamente inútil. É duro mas é a realidade. A vida é bela mas ao mesmo tempo trágica e triste. Vivemos "no fio da navalha", "on the razor´s edge" como diz a expressão muito usada em inglês. Se estamos nesta situação, então porque não procurar agora, sem perda de tempo uma direção segura e real para nossas vidas? Não é preciso parar de trabalhar, estudar, conviver com a família ou tudo mais para tomar tal atitude. Espiritualidade baseada em conhecimento divino através das escrituras védicas e guiado por um mestre espiritual é algo urgente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Senhor Supremo e Sua posição

Como podemos entender pela lógica que Deus existe?